<$BlogRSDURL$>

terça-feira, setembro 26, 2006

Nem tão rápidas & nem tão rasteiras 

Diego Corneta

Na banguela
Quando eu era pequeno – ou seja, há muito tempo atrás – havia a expressão “na banguela”. Hoje ela está meio em desuso, mas significava descer uma ladeira com o carro em ponto morto, sem precisar acelerar e gastar combustível. Servia também quando descíamos uma ladeira de bicicleta, sem pedalar, na banguela, sem fazer esforço.

Lembrei dessa expressão ao ver o atual estado do Corinthians. O time não tem mais nenhuma pretensão no campeonato. A não ser que alguém acredite que a malfadada Copa Sul-Americana valha alguma coisa. Os últimos empates contra Vasco e Inter decretaram o fim da disputa pela Libertadores. O time, como fez no segundo tempo contra o Inter, vai jogar para “o gasto” (outra expressão em desuso). Vai fazer o “arroz com feijão” apenas para evitar o rebaixamento. Não vão se esforçar para garantir um, sei lá, sétimo lugar. Os jogadores sabem muito bem que abaixo dos quatro que vão ao torneio continental, e acima dos quatro que descem, é tudo a mesma coisa.

Cagada leonina
Leão errou feio no jogo contra o Inter. O Corinthians fez um ótimo primeiro tempo, com um gol, duas bolas na trave e mais alguns bons ataques. Tomou o empate num frango ridículo do Marcelo, mas tinha tudo para ganhar o jogo. No intervalo, Leão tratou de acabar com o ímpeto e domínio alvinegro. Sacou Roger, que estava fazendo uma boa partida, e lançou o volante Carlão. Essa modificação acabou com o jogo do Timão.

A idéia era o tal Carlão cobrir o lado esquerdo e liberar o Gustavo Nery. Nada deu certo. Carlão entrou perdido, perdeu muitas bolas e errou muitos passes; deixou o Inter jogar livre pela esquerda. Gustavo Nery não acertou nada do que tentou, ainda perdeu um gol feito e entregou dois contra-ataques ao Inter. O resultado da mexida do Leão foi catastrófico na defesa e no ataque. O time perdeu o toque de bola no meio-de-campo, a bola parou de chegar no ataque.

Não contente, Leão ainda retirou o péssimo Rafael Moura e botou o zagueiro Marcus Vinícius. Não entendi mesmo o que ele quis com isso. Liberar o Carlos Alberto ao ataque? Por que? Se a bola nem chegava no ataque... Em vez de consertar seus erros, finalizou com outra cagada. Tirou o esforçado Carlos Alberto, que pode ser burro e prender demais a bola, mas não foge do pau; e colocou o inoperante Renato, que sempre entra e nunca (nunca mesmo) faz nada. Foi o pior jogo do Leão no comando do Corinthians. Fez de tudo para perder um jogo que estava favorável ao Corinthians. Deu raiva, muita raiva.

Suspiro alviverde
Já coloquei o um texto aqui com o mesmo título. Vale a repetição. Quando tudo indicava que o Palmeiras iria levar uma surra do líder São Paulo, o time foi lá e virou o jogo. Conseguiu um ótimo 3X1 sobre o rival. Foi uma vitória com autoridade, merecida, daquelas que não deixam dúvidas. O time alviverde jogou muito melhor e ganhou o jogo. Ponto final. Sem brechas para eventuais discussões.

Time de Vila
Outro título repetido, também justificável. O Santos é dois. Um dentro de casa; outro fora. Fora, o Santos joga como time pequeno: comete muitos erros, é covarde e inseguro; fecha-se atrás para sair no contra-ataque. Na Vila, eles são outros, jogam como time grande: confiantes, marcam bem e jogam com velocidade, como a maioria dos times do Luxemburgo, dominam as ações ofensivas e criam muitas chances. E jogando na Vila, o Santos fez 3X0 no coitado do Flamengo, com direito a belos gols em ótimas tramas ofensivas.

Azulzinho e Lusinha
Outrora temido, o Azulão já não mete medo em ninguém. O time do São Caetano é péssimo e tudo indica que eles vão cair. Também em queda livre encontra-se a Portuguesa. São os últimos da série B e vão ter que lutar muito para não caírem para a areia movediça da série C. Ali, meu amigo, a terceira divisão é literalmente a porta do inferno. Da terceira para fechar as portas é um passo apenas.

Copa do Mundo de Basquete, às moscas
Junto com as Olimpíadas é o torneio mais importante do basquete mundial, também acontece de quatro em quatro anos. Os organizadores brasileiros não se deram conta da importância do torneio. Gente, acordem! Era uma oportunidade de negócios enorme! Faltou organização e planejamento. Faltou competência e comprometimento. Ginásios vazios e com goteira, isso mesmo, goteira. O mundo inteiro vendo as atletas escorregarem.

No jogo entre Brasil X Rep. Tcheca, uma jogadora tcheca caiu feio e bateu a cabeça com força no chão, teve que sair para ser socorrida. Tudo devido às goteiras. Não havia publicidade do torneio aqui em São Paulo. Não vi um outdoor sequer. Não houve (como nos grandes torneios internacionais mundo afora) eventos culturais paralelos ao campeonato. Isso desperta a curiosidade e favorece a Copa. Ninguém sabia que estava acontecendo a Copa do Mundo aqui em São Paulo. Não havia faixas de boas-vindas às delegações internacionais, não havia bandeiras espalhadas pela cidade. Os organizadores deram um ótimo exemplo de como diminuir a importância de uma Copa do Mundo. E o mundo todo viu.

Dentro da quadra...
... o Brasil fez uma bela campanha e ficou entre as quatro primeiras. Assisti, lá no ginásio Ibirapuera, a semifinal contra a Austrália. Dava para ganhar o jogo, mas o fato é que o time australiano é melhor que o time brasileiro, temos que reconhecer isso. A Austrália ganhou da Rússia na final e foi campeã invicta.

9 Comentários:

Após a eliminação contra o Lanus, o Corinthians vai entrar em crise, perder o Nilmar para o São Paulo e cair para a segundona.

O Leão já está começando a aprontar das dele. É questão de tempo para a batata assar por dentro.

O TRIcolor foi roubado e ninguém fala nada. Essa imprensa corintiana é uma merda.

Com a chegada do Zé Roberto, o Santos tem time para brigar pelo título. Se o Reinaldo estivesse jogando, o Santos já era líder.

Desde a morte do Serginho, o Azulão vem dando sinais de fraqueza. Se cair, não sobe mais.

A Lusa está prestes a fechar as portas e vender o Canindé para o Corinthians.

O Brasil não tem estrutura para sediar um evento do porte do Mundial de Basquete. A Autrália foi o melhor time. Os EUA subiram no salto e o Brasil chegou no limite de suas capacidades.

By Anonymous mauricio em tuba, at terça-feira, 26 setembro, 2006  

Roubado? Como?
O pênalti foi escandaloso, e os outros gols foram legais.
Qual lance?

By Anonymous diego corneta, at terça-feira, 26 setembro, 2006  

Veja a versão da imprensa flamengista.

http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/0,,AA1285018-4286,00.html

http://oglobo.globo.com/esportes/brasileiro2006/mat/2006/09/24/285815104.asp

http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/0,,AA1286235-4286,00.html

By Anonymous Mauricio em Tuba, at quarta-feira, 27 setembro, 2006  

Ninguém vai comentar a falta do Clemer, pô? O arqueiro colorado deu uma tesoura no Amoroso na hora que ele ia marcar o gol! Lance capital que mudaria os rumos do jogo! E o Eduardo Ratinho contra o SP por mto menos foi expulso e pegou 4 jogos de suspensão!!!

Ah, Tuba: a gente nao precisa do Canindé. Temos o Morumbi, já.

By Anonymous Anselmo Trompete, at quarta-feira, 27 setembro, 2006  

Faço minhas as palavras desse tal anselmo boque...
"Lance capital que mudaria os rumos do jogo!" se o juiz não tivesse dado o pênalti que originou o segundo gol do palmeiras, quando o jogo estava empatado. E isso porque o SP teve um expulso.

By Anonymous Anônimo, at quinta-feira, 28 setembro, 2006  

Chupa Bambi!!!
Saopaulino não sabe perder mesmo, tem que ficar inventando história. Se o juiz não tivesse roubado, o jogo seria 4x1, pois o maior lance de roubo foi o empurrão do Júnior no Marcinho dentro da área que ele não marcou.
Chupa Bambi!!!

By Anonymous Marcos Oboé, at quinta-feira, 28 setembro, 2006  

O Morumbi é da cidade de São Paulo. Todos os times podem usar...
...desde que paguem módicos 70kBRL.


Enjoamos de porquinha assada. Queremos ver o cardápio da segundona de 2007.

By Anonymous MAURICIO em TUBA, at sexta-feira, 29 setembro, 2006  

Tantos foram os títulos do Timão ganhos dentro do Morumbi, que colocamos à frente do gramado uma sigla:

SPFC - Salão Particular de Festas Corintianas.

Aí o Laudo Natel, são-paulino convicto que bancou boa parte da construção, ficou bravinho. Decidiu doar o estádio para o São Paulo Futebol Clube.

By Anonymous Anselmo Trompete, at sexta-feira, 29 setembro, 2006  

O que vale é o registro de imóveis.

É bom não reclamar que os 70 podem virar 100.

Com o ânimo da "fiel" pela sulamericana, vão sair no prejuízo.

By Anonymous MAURICIO TUBA, at sábado, 30 setembro, 2006  

Post a Comment

9 Cornetadas

This page is powered by Blogger. Isn't yours?